27 março 2017

O nosso nós


Eu poderia estar escrevendo um textão para você enquanto tu estás fora, né?!
Poderia dizer o quão linda és, o quanto eu sinto por ti, o que eu sonho/planejo ao seu lado.
Talvez eu pudesse te contar meus últimos sonhos, mas nada disso representaria a intensidade da minha paixão por ti.
É o frio na barriga antes de te encontrar, é o nervosismo de pegar na tua mão, é a ansiedade por um beijo teu.
É teu cheiro, teu toque, teu olhar.
É tua presença.
É teu jeito de falar, sorrir, dançar.
É você.
É gratificante saber que vou acordar amanhã te amando mais que hoje e menos que sexta-feira.
É olhar pra trás e perguntar "onde essa garota esteve?"
É sorrir do nada, relembrando momentos.
É também o canto dos pássaros, o nascer e o pôr do sol, o céu estrelado, a musicalidade das gotas de chuva.
É o ato de pensar em ti toda hora.
Ir à algum lugar, ver alguma coisa, sentir um cheiro diferente e pensar "ela gostaria disso" ou "ela não suportaria estar aqui...".
É planejar o presente e um futuro ao seu lado.
E não é um futuro qualquer...é o futuro mais bonito.
É poder te ler sem legendas, decorar as curvas do teu corpo, os cachos do teu cabelo e todas as gírias que tu usa.
É me sentir confortável apenas no teu abraço-casa.
É saber separar os momentos de cuidado-carinho e os de pura safadeza.
É querer dormir te fazendo cafuné depois de uma noite de amor e também te fazer surtar de prazer no meio da cozinha.
É simplesmente o nosso nós.
Eu e tu.
Tu e eu.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~